Casamento

O casamento real mais polêmico

O casamento real mais polêmico

evenit

julho 10th, 2014

0 Comentários

Edward VIII renuncia trono para selar união com Wallis Simpson, uma divorciada americana

Edward VIII, o filho mais velho do rei George V e de Maria de Teck, protagonizou um doscasamentos mais polêmicos da família real. Após a morte de seu pai, em 20 de janeiro de 1936, o príncipe assumiu o trono da Inglaterra. Seu reinado, no entanto, durou apenas 352 dias. Em 11 de dezembro, Edward VIII decidiu renunciar o cargo para casar com

Wallis Simpson, uma americana divorciada.

“Renunciei o trono em favor de meu irmão Alberto e o faço com todo meu coração. Vocês todos sabem os motivos que me motivam tal abdicação. Não posso cumprir os meus deveres como rei sem a ajuda e o apoio da mulher que eu amo”, diz Edward VIII durante o discurso da renúncia. Um dia após o anúncio, ele partiu para um refugio na Áustria. Mas somente após seis meses, com o divorcio de Wallis, Edward conseguiu oficializar a união com a amada na França.

 

No dia 3 de junho de 1937, Edward e Wallis se casaram em uma cerimônia íntima no castelo francês de Cândida com a participação dos amigos mais próximos (16 no total). A única pessoa que apoiou Edward foi a irmã princesa Maria.

 

Wallis usou um belo vestido produzido pela costureira americana Mainchober. Em crepe azul, o modelo fechado até o pescoço contemplado com um cocar de penas coberto com tule.  As jóias usadas se restringiam a uma pulseira – presente de Edward – e seu anel de noivado.

 

Durante a Segunda Guerra Mundial o casal foi exilado em Bahamas, onde  Edward foi nomeado Governador-Geral, cargo que ocupou até 1945. Ele e sua esposa retornaram a Paris novamente, onde passou a maior parte de suas vidas. Não tiveram filhos.

 

O duque morreu em Paris em 1972 e, apesar de sua recusa, foi sepultado no Castelo de Windsor. Ele queria descansar no Cemitério Real de Frogmore, Berkshire (Inglaterra), onde ele pensou que seria enterrada sua mulher, mas quando Wallis morreu, 14 anos depois, a família real britânica decidiu que os seus restos mortais descansariam ao lado de seu marido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Confirme os Caracteres (por favor) - [Odiamos SPAM]